11 99231-6498
Language:
Apresentação
11 99231-6498
SIGA-NOS

Arquitetura

Casa Imperial

Casa-Imperial.jpg
A casa encomendada por Francisco de Paula Souza e Mello, construída com muito requinte e fino acabamento, e que pertenceu posteriormente a Carlos Pereira Mendes hospedou, em 1884, a Princesa Isabel e seu marido Conde D’Eu.
Por essa razão o solar ficou conhecido como Casa Imperial. Restaurada e conservada pela Família Caselli, a Casa Imperial, situada À Praça Dom Pedro I, é um dos marcos significativos das antigas residências de Itu. Não é aberta a visitação por ser uma residência.

Fábrica São Luiz

Fábrica-São-Luiz.jpg

Monumento histórico de Itu, a antiga Fábrica de tecelagem São Luiz leva os turistas ao século XIX.

Na esquina da Rua Paula Souza com a Praça Dom Pedro I, esta o grande o edifício que abrigou a primeira fábrica de tecidos movida a vapor do Estado de São Paulo.

Inaugurada em junho de 1869, foi construída com o capital de um grupo local. A fábrica foi ampliada no final do século, com o projeto do engenheiro Artur Sterry, da Companhia Ytuana de Estradas de Ferro.

A fábrica ituana produzia um algodão caracterizado como grosso, que era utilizado principalmente para a confecção de roupas de escravos, trabalhadores da agricultura e para o ensacamento de sal na cidade de Santos.

Patrimônio Histórico tombado pelo CONDEPHHAT e IPHAN, o prédio vem sendo restaurado pelos proprietários, com aprovação daqueles Órgãos, desde 1997

Depois de mais de um século de funcionamento ininterrupto, a Fábrica São Luiz encerrou suas atividades em 1982. Hoje a Fábrica abriga um espaço cultural que é destinado a exposições temporárias, festas de casamentos e realização de eventos.


Telefone: (11) 4013-4554.
Endereço: Rua Paula Souza, 492 - Centro.

Espaço Cultural “Almeida Júnior”

Espaço-Cultural.jpg
O majestoso sobrado, na esquina da Rua Paula Souza com o Passeio Público Marcos Steiner Neto, antiga Rua XV de novembro, abrigou por muitos anos o Grupo Escolar Cesário Motta. Foi construído pelo Barão de Itu, Bento Paes de Barros, para residência de sua família, foi inaugurado em 1858.

A 31 de março de 1989, aí foi criado o Espaço Cultural “Almeida Júnior”, homenageando o famoso pintor ituano, abrigando a Secretaria Municipal de Cultura, o Museu de Arte Sacra Padre Jesuíno do Monte Carmelo, a Biblioteca Municipal, o (MAHMI) Museu e Arquivo Histórico Municipal de Itu e a Discoteca Newton Camargo Costa, atualmente também abriga a exposição das fototelas do pintor Almeida Junior. É um local com espaços para exposições temporárias e diversas atividades culturais.

No momento, este espaço histórico de cultura esta fechado ao público por motivo de segurança e enquanto aguarda verbas para um projeto de completa reforma do espaço cultural que homenageia Almeida Júnior, o maior pintor ituano.

Telefone: (11) 4023-0363, 4023-2209 e 4022-5147.
Endereço: Rua Paula Souza, 664, Centro.

Museu da Energia

MUSEU-DA-ENERGIA.jpg
Defronte o sobrado do Barão de Itu, existe outro importante marco da arquitetura urbana de Itu. Com a sua elegante fachada ornada com azulejos portugueses, este sobrado pertencia, em 1865, ao Tenente Antônio Correa Pacheco e Silva, irmão do Padre Miguel Correa Pacheco. Por muito tempo ficou sob o comando de Dona Ignácia Correa Pacheco, mulher à frente de seu tempo.

Nele, posteriormente, funcionou a Companhia Ituana da Força e Luz, a Light and Power e a Eletropaulo, que o doou a AFPHESP (Fundação do Patrimônio Histórico e da Energia do Estado de S. Paulo). O museu conta em seu primeiro piso, o cotidiano da sociedade do séc. XVII e no piso superior, a evolução da energia até os dias de hoje.

Telefone: (011) 4022-6832 e 4013-1038.
Endereço: Rua Paula Souza, 669, Centro.

Conjunto Arquitetônico do Século XIX

Conjunto-Arquitetônico-do-Século-XIX.jpg
O livro “A Província de São Paulo” publicado em 1888 nos informa que Itu, então, contava “com vários largos ajardinados, com ruas muito bem calçadas e os telhados das casas munidos obrigatoriamente de condutores d’água por numerosas fontes iluminadas por condutores de querosene”.
Data dessa época o conjunto arquitetônico que pode ser visto à Praça Padre Miguel.

Museu Republicano “Convenção de Itu”

MUSEU-REPUBLICANO.jpg
No ano de 1867, foi inaugurado um elegante sobrado, situado então à Rua do Carmo, atual Barão do Itaim, construído a mando de Francisco de Almeida Prado. Por herança passou a pertencer aos irmãos Carlos e José de Almeida Prado. A fachada foi revestida de azulejo. Foi nesse prédio que, a 18 de abril de 1873, realizou-se a reunião que efetivou as bases do Partido Republicano Paulista, mais conhecida como Convenção de Itu.

No Cinquentenário dessa Convenção, o sobrado foi transformado, em 1923, pelo então Presidente do Estado Washington Luís Pereira de Sousa em museu, o qual possui valioso acervo relativo aos republicanos históricos e à memória de Itu.

Telefone: (011) 4023-0240.
Endereço: Rua: Barão do Itaim, 67, Centro.

Instituto Borges de Artes e Ofícios (IBAO) – O LICEU DE ITU

Instituto-Borges-de-Artes-e.jpg
Num amplo terreno arborizado, ergue-se o Instituto Borges de Artes e Ofícios, que foi construído com projeto do famoso arquiteto  Ramos de Azevedo.

Inaugurado em 28 de outubro de 1924, o Instituto deve sua criação a Joaquim Bernardes Borges, falecido em Portugal depois de ter residido 27 anos em Itu, de 1850 a 1877. Ele deixou uma fortuna que foi doada para a Santa Casa de Misericórdia da cidade, com a condição de fundar e administrar, perpetuamente, o Instituto Borges de Artes e Ofícios.

Telefone: (11) 4022-3810. Endereço:
Endereço: Praça Conde de Parnaíba, 83, Centro.

Mercado Municipal

mercado - frente 3 - 2020.jpg

O Mercado Municipal da Estância Turística de Itu foi o primeiro do interior de São Paulo.

O Mercado Municipal da Estância Turística de Itu completou, em 2021, 116 anos de atividades. Foi inaugurado em 14 de maio de 1905 num prédio projetado pelo escritório do arquiteto Francisco de Paula Ramos de Azevedo e que, na época de sua inauguração, surpreendeu a população por sua beleza e modernidade. A inauguração fez nascer uma nova época na vida comercial da cidade, no largo localizado atrás da capela de Santa Rita de Cássia, hoje, Praça da Bandeira.

Antes do Mercado Municipal o comércio ituano acontecia, como na maioria das cidades paulistas, nas “casinhas”. Tratava-se de um sistema implantado em 1773, na então Capitania de São Paulo, segundo o qual sete pequenas casas conjugadas eram construídas para abrigar a venda de mantimentos. A ideia se espalhou e, em 1808, elas foram construídas em Itu, no chamado Beco da Quitanda, atual Rua Madre Maria Theodora.

Um século depois chegou o Mercado, trazendo para seus arredores, principalmente na Rua Marechal Deodoro (antiga Rua das Flores), muitas famílias que fixaram residência no local e passaram a cultivar frutas, verduras, legumes e flores. Esses produtos abasteciam o novo centro do comércio ituano. O plantio era feito principalmente por famílias espanholas ou por seus descendentes.

Mercadão de Itu foi o 1º do interior de São Paulo

As obras de restauro aconteceram em 2019 com recursos de R$4,8 milhões, obtidos pela Prefeitura de Itu junto ao Dade (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos) do Governo Estadual.

O projeto de revitalização do “Mercadão”, que manteve as características originais de sua fachada, foi aprovado pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico) e Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

 O novo espaço público conta com 16 boxes, banheiros, ar condicionado, além de uma nova aparência no seu entorno. Dessa forma, o centenário Mercadão se tornou numa nova atração turística de Itu, além de beneficiar a população com gêneros alimentícios de qualidade.

Telefone: (11) 4013-4937.
Endereço: Praça da Bandeira, 104, Centro.

Regimento Deodoro (Antigo Colégio São Luis)

Regimento-Deodoro.jpg
O Colégio São Luis fundado em 1867 foi erguido em terrenos do antigo Seminário do Bom Conselho, por padres da Companhia de Jesus, vindos de Roma.

Em 1872, o Colégio já contava com elegante igreja e imponentes edifícios, reunindo anualmente cerca de 400 alunos vindos de toda a Província.

Funcionou em Itu até o ano de 1917, quando foi transferido para São Paulo, instalado na Av. Paulista como Colégio São Luiz. O imóvel de Itu passou a ser propriedade do Governo Federal, que nele instalou o Regimento Deodoro. Após 1918, com a implantação do Quartel, a Praça Duque de Caxias, que representava o acesso para a estrada de Jundiaí, incorporou-se ao ufanismo e usos e costumes do povo ituano.

No Museu do Quartel se encontram diversos tipos de canhões, metralhadoras, além de materiais e artefatos, com destaque para: troféus, alguns da década de 30, uniformes do início do século passado, equipamentos e utensílios utilizados pelos soldados na 2ª Guerra Mundial.

Também faz parte do complexo a Igreja São Luis Gonzaga, que durante anos foi alojamento da extinta BCR (Bateria de Comando do Regimento), sendo reaberta em 1979.

Telefone: (11) 4022-1184.
Endereço: Praça Duque de Caxias, 284, Centro.