11 99231-6498
Language:
Apresentação
11 99231-6498
SIGA-NOS

Publicações 2019

BOLETIM MUSEU DA MÚSICA - ITU EDIÇÃO BIMESTRAL - AGOSTO DE 2.019 – Nº 97

NOTÍCIAS
 
Concerto Histórico: transição da música colonial à romana – Na noite de 8 de junho a igreja do Bom Jesus recebeu o concerto “Em memória do Padre Bartolomeu Taddei”, com o Coral Vozes de Itu. O evento integra a série “concertos históricos de Itu” (Instituto Cultural de Itu, Secretaria Municipal de Cultura e Museu da Música). O repertório transitou entre a música ituana do período colonial, ainda viva quando o Padre Taddei chegou a Itu, e as obras romanas que os jesuítas incentivaram.
 
Diálogo discutiu pioneirismo da imprensa católica em Itu – O jovem professor Adriano Thomaz de Oliveira discutiu, no Museu da Música, o papel do Padre Taddei junto à imprensa católica. O tema trazido ao Diálogo, em 9 de junho, foi desenvolvido em seu TCC no curso de História no CEUNSP. Adriano analisou a revista Mensageiro do Coração de Jesus por dois anos (1896-97), quando foi criada em Itu. Sua teoria é que ela foi fundamental ao crescimento do Apostolado da Oração, que atingiu mais de um milhão de fiéis em 1910, ainda uma das maiores revistas católicas em circulação.
 
Cortejo da Bandeira do Divino marca tradição em Itu – Na manhã de 2 de junho a rua mais central de Itu se cobriu de flâmulas vermelhas pra receber o Cortejo Solene da Bandeira do Divino Espírito Santo. Conduzida pelo alferes Natan Coleta da Silva, ela foi acompanhada do Coral Vozes de Itu que participou das rezas nos sete pousos, desde o Museu da Música até Espaço Cultural Almeida Jr., cantando as Jaculatórias ao Espírito Santo (Elias Lobo). A tradição rememora a tricentenária festa ituana.
 
Música histórica no Festival de Artes de Itu – Mais um concerto histórico foi realizado durante o 26º Festival de Artes de Itu, com a obra do Padre Jesuíno do Monte Carmelo e de Miguel Dutra. Intitulado “Música Sacra: do Brasil colônia ao tempo do império” o evento, realizado na Igreja do Carmo, dia 12 de julho, contou com uma contextualização sobre o repertório no tempo em que foi composto em Itu.