11 99231-6498
Language:
Apresentação
11 99231-6498
SIGA-NOS

Publicações 2021

Plantar uma árvore devia fazer parte do currículo escolar

A Estância Turística de Itu esta desenvolvendo programas para despertar o interesse da população, especialmente a população rural, sobre a importância de se plantar árvores e promover o conceito da recuperação de nascentes o que significa um grande passo contra a falta de água para as próximas gerações.

Permitir que as crianças de hoje e os produtores rurais tomem conhecimento sobre o processo de colheita de sementes, produção e preparação de mudas para plantio é dar um bom alicerce para um futuro saudável que permitirá um refúgio seguro para a biodiversidade da Mata Atlântica onde mais de 200 espécies de aves já foram identificadas no bioma, além de 26 espécies de mamíferos.

Muita gente não sabe, mas Itu tem uma base de restauração florestal da SOS Mata Atlântica, Ong instalada numa fazenda de propriedade do Grupo Heineken no Brasil com uma área de mais de 500 hectares, dos quais, a metade foi recuperada com o plantio de árvores nativas da própria Mata Atlântica.

A restauração florestal é solução para o mundo não enfrentar crise hídrica.

A floresta nativa precisa ser restaurada, para proteger a riqueza de vida e importantes serviços ambientais, como a regulação do clima e purificação do ar. Restauração Florestal é o esforço de resgatar a floresta que originalmente existia na região de Itu. A recomposição deve priorizar, sobretudo, as áreas de nascentes, mananciais e a mata ciliar nas margens dos rios e córregos, para diminuir futuros riscos de desabastecimento de água.

Trata-se de um novo desafio para os produtores rurais ituanos em concordar que equipes possam adentrar suas propriedades com o objetivo de plantar árvores, espalhar sementes e garantir, assim, a recuperação de nascentes, especialmente, quando o trabalho não gera nenhum tipo de custo aos fazendeiros e sitiantes.

No Centro de Experimentos Florestais de Itu, órgão da SOS Mata Atlântica, também são realizadas ações de pesquisa, educação ambiental, mobilização, cursos e capacitação. Anteriormente, o local abrigava uma fazenda de café que teve sua área restaurada pela ONG. Além disso, o Centro também realiza ações de pesquisa, educação ambiental, mobilização, cursos e capacitação e, também, conta com um viveiro com capacidade de produção de 750 mil mudas por ano com cerca de 100 espécies nativas.

No momento, as atividades do CEF estão suspensas, exceto a produção de mudas, seguindo protocolos de segurança, como revezamento de equipe, transporte próprio, distanciamento, álcool gel e máscaras. O Centro está localizado na Rodovia Marechal Rondon, km 118, em Itu.
 
04/04/2021
 

www.grandeitu.com.br
Raul Machado Carvalho – Editor
grandeitu@grandeitu.com.br